segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Pedaços de amor


Watching you
I'm wanting you everytime
My soul seemed locked in darkeness
But you brought me the light
If I only knew how to do
how to become part of you

Sometimes, I get so lost in my mind
and if I want some peace
I run straight to your arms
and see you leaving me is the hardest pain I can feel
You go like the sun setting down
Always vanish with a smile

And if I ever run,
I'll never have the strength to go very far how could
I survive without you near me,
to heal up my heart?
How i wish it never ends
How I wish you never run away

And as I find in you my reason to beI love you more day after day
But should this time ever come I hope to see you fading away
With the smile you gave me once

Girl you got me going insane
Girl you got me going insane...

¨

Seja minha,

minha sombra feita de coqueiros, corrente e brisa marinha
solidão que acaba em mim sozinho
minha imagem refletida
Num espelho d'águas mansas e macias
copa de árvore onde eu faça um ninho
Min'alma cantante
meu corpo em grito
Seja minha amante, seja minha
Porque o dia da dúvida passou
e o medo de te perder me dá vertigem
e o que houver de esquerdo e triste
vamos endireitar a ferro e amor

Porque ser minha
é opção da vida inteira
é abdicar de qualquer outra opção
é não perder o medo jamais
é domar o coração
com entregas e promessas sussurradas

Seja minha por inteiro
O inteiro dos teus dias e que noites vazias do meu peito
Sejam noites de vigília
À espera, à espreita
Fera enjaulada e sem fuga
que meu amor seja tua prisão
da qual nem os pensamentos se libertem
Que meu amor seja teu alimento, tua água e teu vício
Que meu amor seja o teu, seja meu único abrigo

¨

deixa eu te contar
desse dia lindo que fez hoje
e de como você me fez falta
deixa eu te contar
de como vai fazer calor essa noite
e de como você me fará falta
falta se tem daquilo que se achou ou daquilo que se perdeu

eu não te perco, eu te acho sempre, e cada vez mais,
em todos os lugares onde estou
na piscina de manhã cedinho,
na mesa do almoço repleta de gente
na chuva que cai de tarde e que dá um sono...

e agora, nessa hora tão mortinha,
em que ainda não teminei meus "afazeres"
embora já possa antegozar o descanso que virá
nessa hora, nesse minuto exato
eu te amo muito mais do que já sabia
e amo saber do tanto que você já faz parte disso tudo
(escrito pelo Rodrigo)

Nenhum comentário: