domingo, 23 de maio de 2010

Sementes da mudança



APÓS PERCORRER QUATRO CONTINENTES, A CIDADE DE SÃO PAULO RECEBE A PREMIADA EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL QUE ALERTA E CONSCIENTIZA SOBRE O PODER E A RESPONSABILIDADE QUE CADA UM DE NÓS POSSUI PARA EMPREENDER UMA MUDANÇA POSITIVA E FAZER PARTE DESTA MUDANÇA.

Significado:

A Exposição “SEMENTES DA MUDANÇA: A CARTA DA TERRA E O POTENCIAL HUMANO” foi criada pela Soka Gakkai Internacional (SGI) e pela Iniciativa da Carta da Terra, sendo apresentada pela primeira vez na Conferência Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável, em Joanesburgo, em 2002.

Organizada em torno dos 4 princípios gerais defendidos na CARTA DA TERRA (elaborada pela Comissão Mundial das Nações Unidas para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, em 1987):

1) respeito e cuidado com a comunidade da vida;
2) integridade ecológica;
3) justiça social e econômica;
4) democracia, não-violência e paz;
Foi traduzida para inglês, espanhol, chinês, italiano, francês e recebe agora sua versão em português.

Sobre a exposição:

Por meio de 30 painéis, a exposição apresenta: a situação mundial do meio ambiente; os conceitos de sustentabilidade; a Carta da Terra; a educação ambiental transformadora; propostas elaboradas pelo Dr. Daisaku Ikeda para as questões ambientais; apresentação de iniciativas locais, como as de Wangari Maathai que visa coibir o desmatamento em seu país, o Quênia; as de Rajendra Singh que construiu um johad (pequeno açude) para armazenar a água da chuva, no Rajastão, Índia, assolado pela seca; e as de Elizabeth Ramirez que ajudou a abrir centros educacionais nas comunidades rurais da Costa Rica, para a proteção ambiental e promoção do desenvolvimento da mulher.

A Exposição conta ainda com uma ala brasileira, a extensão “AMBIÊNCIAS URBANAS: SUJEITOS E AMBIENTES EM CONSTANTE TRANSFORMAÇÃO”, composta pela apresentação dos seguintes temas: 1) apropriação do território brasileiro; 2) modelo de desenvolvimento; 3) formação do povo; 4) relação entre a convivência de todos os seres vivos e o equilíbrio promovendo uma “nova revolução” dessa relação.

Durante a Exposição será exibido também o documentário “UMA REVOLUÇÃO SILENCIOSA”, projeto em conjunto da SOKA GAKKAI INTERNACIONAL (SGI), UNEP (Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), UNDP (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e CONSELHO DA TERRA. O documentário e os painéis da exposição foram incorporados no currículo educacional de 80% das escolas do Canadá, dentro do programa “Criando a Paz: Empreendendo Ações”.

Durante a Exposição será realizada também uma oficina de atividades denominada “TRILHA DA VIDA”, cujo objetivo é o de conscientizar crianças e adultos sobre o meio ambiente e os problemas ambientais. Ao percorrer a trilha com os olhos vendados e pés descalços, os participantes adquirem a experiência cognitiva de perceber o meio ambiente através dos sentidos do tato, audição, olfato e paladar. A experiência visa despertar valores e interesses e motivar as pessoas a participar da proteção do meio ambiente e da melhoria da qualidade de vida.

Datas e local:

De 21 de maio a 09 de junho de 2010
segunda à sexta-feira: 9h00 – 18h00
sábado e domingo: 10h00 – 17h00

TRILHA DA VIDA
De 31 de maio a 06 de junho de 2010
segunda à sexta-feira: 9h00 – 18h00 / sábado e domingo: 10h00 – 17h00

ENTRADA FRANCA
AGENDAMENTO DE VISITAS MONITORADAS - Tel.: +55 (11) 5572-1004 / 8037

LOCAL: UMAPAZ – Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz

Avenida IV Centenário, 1268 – Portão 7A – Parque do Ibirapuera – São Paulo - SP

Fonte: http://www.bsgi.org.br

Nenhum comentário: