quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Cansaço da alma


Minha alma está abatida, cansada. Não sei se por causa dos dias cheios, se por causa do excesso de gente, excesso de fala, excesso de egos. Pode ser tudo isso junto e mais o fato de ter que tocar um tanto de coisas sozinha. E não adianta, é assim toda vez que a lâmpada queima, o portão emperra, chega a hora de supermercado, a dúvida da vizinha. Todo mundo tem seu momento Dita, né?

Normalmente eu dou conta, mas tem dia que eu chego à exaustão completa, à uma inércia sem apetite, sem sede, aquela velha pergunta que volta vez por outra: por que mesmo?

Enfim, uma boa noite de sono sempre resolve. Ainda bem. E assim eu vou. E volto.

2 comentários:

Augusto Branco disse...

Sentimento natural, minha princesa. Não se deixe abater por isso. O cansaço é natural às almas que emanam energia e mais energia por onde passam. Acredite: você não sente falta de alguém para te ajudar a fazer coisa alguma. Talvez você sinta falta de alguém que te acolha com carinho quando você volta ou que simplesmente te complete. Nas demais coisas da tua vida, você gosta é de fazer tudo sozinha mesmo, então você sente falta é de não poder fazer mais coisas ao mesmo tempo, de não ter quatro pernas, trezentos braços, setecentas bocas... a tua mente, eu já sei, vale por mil!rs

Logo, logo você recupera as energias e até esquecerá destas palavras. Você só precisa estar 100%.rs

Beijo, beijo, beijo!!!

Roberto Fabrício disse...

Acho que o problema não é o excesso de gente, mas sim o
excesso de egos... tem horas que uma só pessoa consegue
drenar vc inteiro...

Espero que esteja melhor...

Bjão!