quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Sapos, príncipes e homens


Ontem estive num evento de trabalho como outros tantos a que costumo ir. A diferença foi que, assim que bati os olhos numa figura, pensei: conheço o tipo. Eu sei, é péssimo julgar assim, mas eu realmente acredito que o corpo tem linguagem e que a postura e o desenho genético que herdamos falam por si só.

Fiquei, então, pensando nos tipos de homens que existem, tentando, mais ou menos como se faz com os signos, identificar sinais em cada um deles. Me sinto meio vilã fazendo isso, até porque eu aqui não farei o mesmo com as mulheres (sim, nós também somos transparentes). Mas, é fato que enxerguei alguns traços e me dei toda a permissão do mundo para falhar, confundir, embaralhar e, quem sabe, acertar.

Começando pelo mais primitivo, tem o homem hétero que não gosta de mulher. Esse é o macho, típico mulherengo, que nem se dá ao trabalho de conquistar, por isso gosta de mulheres fáceis (as que não dão trabalho). Esse sujeito gosta de sexo e pronto. Na hora de conversar e se divertir prefere a companhia masculina, está sempre em "turma" e, se sai com os amigos, jamais leva a namorada junto.

No sentido oposto ao brutamontes disfarçado de gato, tem o tipo "só" amigo. Essa criatura sofre porque é amigo de todas as mulheres que gostaria de ter como namorada. Ele se faz de tão bonzinho que vira "fofo", aí, já viu, né? Mulher alguma gosta de homem "fofo". Não faz sucesso, não. Só faz companhia.

No meio desses dois, tem o resto pouco ou mais interessante, com tantas variantes que fica difícil catalogar claramente. Aqui tem o uau com pegada, mas complicado demais para ter relacionamentos inteiros. Tem o bonito meio sem sal que acaba vingando porque é bom moço (e sempre tem quem aprecie). O não-tão-bonito inteligente que cativa sem se prender e se despede deixando uma ponta de frustração. O cavalheiro que toda mulher quer apresentar para a mãe e exibir para as amigas. O despretencioso que chega devagar, sem nem mesmo parecer que tá chegando e vai conquistando sem perceber também. Esse se deixa conquistar quase sem notar e, quando vê, deixou-se juntar.

Tem ainda o apaixonado, romântico que encanta, mas que "tem medo de relacionamento" (mulher adora essa desculpa. Tira dela a responsabilidade de ele não ter se apaixonado - como se isso fosse uma obrigação). Tem o divertido que cada hora tá com uma mulher "inédita" (esse é diferente do mulherengo. Essa gosta de mulher, se interessa, mas é inquieto demais). Tem o submisso (preciso explicar?), tem o charmoso solitário que perde a magia porque fica chato logo, tem o querido que bem poderia dar certo mas que arruma tantos afazeres que a mulherada desiste porque precisa de vida.

Tem homem bom, homem mala, homem atrevido, homem sem-noção, homem bandito que rouba almas. Tem homem emotivo, sincero, difícil, fechado, o que não sabe o que quer. Homem maduro, homem distraído, moleque, homem bebezão. Homem pontual, homem prestativo, homem egoísta, homem covarde, homem herói. E, finalmente, tem os homens raros, os homens muito acima da média, de inteligência sofisticada, sobretudo no coração. Esses são sensíveis e masculinos, não caricatam padrões sociais, nem adulam bonecas. Homens assim gostam de mulheres também como eles e não se distraem com paisagens. Para esses homens, uma mulher não basta ter pernas: ela precisa andar.

Me perdoe a ala masculina, alguns devem ter se encaixado, outros ficaram bravos. Fiquem não. Eu só fiz para provocar ;)

Beijos

2 comentários:

Tahiana Andrade disse...

Muito boa a sua concepção sobre os homens. Eu ri muito. Aliás, eu nunca tinha pensado em homem que gosta de sexo mas que não gosta de mulher... excelente!


Abraços

Augusto Branco disse...

rs
- Nunca imaginei que eu fosse gostar de um texto que falasse de homens!rs
Adorável. Até ler este texto eu achava que só existia um tipo de homem: aqueles que eu quero bem longe de mim!rs E isso não mudou nada, e como você se eximiu de falar sobre as mulheres, eis que manifesto minha sincera opnião: para mim só existem dois tipos - as apaixonantes, e as mais apaixonantes ainda!rs
Um grande beijo pra você, mocinha!!