sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Despedidas


Toda despedida é triste. Algumas menos, quando é temporária, uma viagem que passa logo, a certeza da volta. Outras doloridas, como essa da canção que recebi. Chorei "como se a dor fosse minha também".

Despedida

"Quando você chorou eu chorei
Como se a dor fosse minha também
Você quis parar e eu escutei e quando fugiu eu tentei entender
Quando me pediu eu mudei, como me aceitava eu fiquei
Não tava em teu mundo e por isso eu sofri
Mas quando te procurei me perdi
Por que foi que eu me perdi...?
Aonde eu vivia você não
E onde eu voava você era o chão
Você caminhava era em meu coração
Como não me escutava eu gritei
Assim você ouviu a minha voz mas não entendeu a dor em mim
Era tudo tão perfeito pra você que me achei errado e me calei
Por que foi que eu me calei...?
Por que nunca ouviste a tua voz?
Por que se esconder tanto de você?
Eu sei bem os erros que eu cometi
Mas podia obrigar-te a me querer
Nunca fui capaz de te dizer o porque e o quanto eu te amei
Eu sei que me afastei de ti mas te afastaste de mim também
Te afastaste de mim também
Me lembro sempre do teu olhar
Oblíquo e altivo, fugindo do meu
Me prendendo no caminho da tua solidão me fez tão triste
Mas pra sempre fui teu
Quis fazer de ti a minha salvação
Mas me vi sozinho e acho que desisti
Se quando você chorou eu chorei
E se quando vc chorou eu chorei foi por saber que ao me achar eu te perdi"