segunda-feira, 2 de novembro de 2009

A biboca da parafuseta


Um amigo facebookou ainda há pouco a famigerada questão entre ser feliz e ter razão. Confesso que isso me cansa um pouco, pois parece sempre que quem escolhe ser feliz opta por fechar os olhos para um tanto de coisa importante em detrimento... do que mesmo?

Hoje, durante o almoço, eu dizia que, depois de tantos anos levantando questões e "discutindo verdades" em terapia e etc, eu simplesmente cansei. Ara ara, a vida pode ser tão mais gostosa quando tá todo mundo disposto, não é? Por isso, perdi a paciência para quem faz doce, enrola, fica difícil, inacessível em seu "pensamento profundo". Aff, que preguiça pra tudo isso.

Ando gostando cada vez mais de quem agrega, junta, compartilha, mistura. Exclusão e isolamento, pra mim, virou coisa de gente muito pouca, que morre de medo de dar e faltar para si. E olha que disso eu posso falar sem pudor algum, eu mesma já fui de me isolar um bocado. Ainda bem que, mesmo com o medo todo, eu fui lá e entendi que dar só aumenta o que a gente tem. Lição da vida que ninguém ganha por nós, tem que ir e buscar.

Enfim, ter razão ou ser feliz me parece, a essa altura do brasileirão, tão obsoleto quanto o sexo dos anjos: se eles tem ou fazem, good for them. Vamos tratar de cuidar do nosso e fazer feliz as nossas estripulias.

Boa semana, beijos beijos beijos.

2 comentários:

Gil disse...

eu acho que tem razao quem opta por ser feliz, e nao quem opta por ter razao. e como sou uma virgo taurina, claro que tenho razao .. e fico feliz por isso. :) nooossa e a semana tah só comecando....

Wanessa Lopes disse...

Boa!
bjs